terça-feira, 18 de janeiro de 2011

ESTUDO DA MACRO CÉLULA

O Líder de células e seus conflitos


Queridos lideres, na Igreja temos enfatizado muito a questão de que cada crente deve ser um líder de célula, porque Deus nos deu uma clara visão a respeito desse assunto e queremos apenas ser obedientes. Então, nos últimos anos, temos treinado dezenas de líderes, convictos de que precisamos avançar ainda mais nessa área, porque na visão, liderar uma célula é o princípio da conquista do bairro, da cidade, do estado e da nação inteira.

Jesus é o nosso padrão de liderança eficaz em todas as áreas, e procuramos imprimir esse padrão nos líderes que estamos treinando. Ao contrário de muitos manuais de liderança nos quais se ensina que problemas devem ser driblados, nosso manual: a Palavra infalível de Deus, nos ensina a resolvê-los.

Jesus, o maior líder que já existiu, também foi o que mais problemas, pressões e conflitos enfrentou. Mas Ele venceu cada desafio e saboreou a vitória em cada batalha da Sua vida. Ele é o autor do manual que adotamos, que nos ajuda a suportar as pressões e os conflitos do dia-a-dia, a responder a Deus e a realizar o que Ele nos confiou.

Você que é líder não pode estar inocente quanto às questões de conflitos pelos quais poderá passar. Alguns tipos de resistências são mais comuns e o motivo porque as destacamos é porque desejamos que você seja um lider preparado.

Os ataques na mente

Se a mente é um campo de batalhas e sabemos que é -, a nossa posição é de lutar bravamente pela nossa vitória, a qualquer preço! Infelizmente, muitos líderes aceitam passivamente os bombardeios do inimigo que tenta a todo custo minar a mente do crente, particularmente dos líderes -, lançando dardos inflamados de acusação que produzem desânimo e dúvida.

As perguntas que fazem denotam o grau de contaminação da sua mente:

1 - Será que fui mesmo chamado para ser um líder?

2 - Será que a minha célula vai se multiplicar?

3 - Será que sou a pessoa certa para estar à frente desta célula?

4 - E se alguém fizer uma pergunta difícil e eu não tiver a resposta?

5 - E se eu começar a liderar e o diabo atacar minha família?

E assim por diante. A verdade é que o propósito do diabo ao lançar dúvidas é influenciar os líderes para que desistam. Ele quer derrubá-los, afastá-los da liderança e do chamado de Deus. Se você passa por quaisquer desses conflitos em sua mente, rejeite-os agora mesmo, no nome de Jesus!

Saiba que quem o estabeleceu como líder foi o Senhor, que é também poderoso para livrá-lo das provações.

Se você lidera uma célula apenas ou ainda não começou a liderar e ainda tem dúvidas quanto ao chamado do Senhor para você, ore para que Deus lhe mostre. Ele poderá lhe mostrar pessoalmente, ainda que eu creia que Ele já tem lhe mostrado e você não tenha visto. Afinal, uma boa parte da nossa visão de igreja está alicerçada na premissa de que cada crente é um ministro. Dentro dessa visão, ser líder de célula é o menor dos desafios. Portanto, creia: você foi chamado e é a pessoa certa para a função!

Não aceite acusações sutis do tipo:

1 - A sua oração não está surtindo efeito!

2 - Você não tem unção!

3 - Você não consegue consolidar ninguém!

4 - A sua célula é a mais fraca da rede!

5 - As suas ovelhas são as mais problemáticas!

E outras do gênero.

A Bíblia nos promete que o acusador vai ser expulso naquele Dia (Ap 12.10); mas hoje devemos oferecer a ele resistência implacável, porque nenhuma acusação pode prevalecer contra nós, desde que Jesus nos livrou de toda condenação (Rm 8.1). E é através de nós mesmos que Ele conquistará nossa geração!

A ansiedade por causa da multiplicação

A Palavra de Deus nos diz para não andarmos ansiosos por coisa alguma e isso inclui a multiplicação da célula. Devemos trabalhar confiantes, no descanso e na dependência do Espírito de Deus.

Claro que isso não significa cruzar os braços e ficar à espera dos resultados, porque temos muito trabalho a ser feito. Mas significa que precisamos primeiro orar, jejuar, ser sensíveis à voz de Deus no nosso espírito e fazer o que nos foi determinado sem preocupações. Ele, o Senhor, vai acrescentar vida às sementes que plantamos e vamos colher o que Ele nos der.

As dificuldades financeiras

Não são poucos os líderes que abandonam a sua liderança de célula motivados por alguma crise financeira. Certamente, se levantarmos um senso na Igreja, somente com a finalidade de verificar a vida financeira dos membros, encontraremos uma minoria que não está passando por algum tipo de crise ou necessidade.

Problemas financeiros parecem gigantes e o serão de fato, se dermos a eles crédito maior que o chamado de Deus para nós. Devemos combater as investidas do diabo nessa área, confessando a Palavra de Deus que garante que o Senhor é o Deus da provisão; que é o nosso pastor e por isso nada nos faltará, que se passarmos por aflições, mantendo o bom ânimo, venceremos.

O segredo para rompermos as resistências na área financeira é investirmos em almas. Se você se preocupar em ganhar vidas para o Senhor, experimentará o milagre de Deus em suas finanças!

O medo do fracasso
Infelizmente, muitos líderes têm vivido como reféns do medo. Medo de não serem bem-sucedidos como líderes de células, medo de não conseguirem se multiplicar, medo de serem expostos quando não souberem as respostas para todas as perguntas, medo de orarem por enfermos e a cura não se manifestar, etc.

Medo é uma palavra que não pode existir no dicionário do filho de Deus, principalmente na vida do líder. Maior é aquEle que habita em nós e a Sua Palavra é clara: devemos ser fortes e corajosos! (Js 1.9). Se Ele nos enviou, Ele cuidará das resistências!

Se você já fracassou, isso não importa agora. O que importa é saber que o nosso Deus é o Deus da segunda chance. Levante a cabeça e comece de novo. Prossiga. Líderes bem-sucedidos e realizados no ministério não são os que nunca fracassaram, mas sim, os que usaram o fracasso como uma ponte, e que encontraram do outro lado a vitória os esperando de braços abertos.

A vida de cruz

Também agora o nosso exemplo de vida é o Senhor Jesus. Viver no princípio da cruz diz respeito a lançarmos fora o ego, abrirmos mão da nossa vontade e prazeres em prol do Reino e do nosso próximo.

Para o mundo, vida de cruz, significa derrota, opróbrio, humilhação. Para nós significa unção, poder e autoridade de Deus, o que, somado, se traduz em abundante vitória.

Jesus foi bem-sucedido em Seu curto ministério, porque sempre escolheu a vontade do Pai. Líderes que vivem sufocados e em conflitos constantes ainda não entenderam que o princípio da vitória é abrir mão da própria vontade para realizar a de Deus.

Todos nós procuramos nos realizar profissionalmente,espiritualmente, no casamento, na criação dos filhos, e também como líderes. O meio de conseguirmos tudo isso, e muito mais, é somente andando na cruz.

O apóstolo Paulo pode ser um grande motivador para nós, porque passou por lutas, desafios, obstáculos, problemas e conflitos dos mais diversos (II Co 6.1-10; Fl 4.10-13), mas venceu cada um deles por seu estilo de vida e confiança inabalável no Deus que tem propósito para tudo o que faz. Ele foi um grande líder e teve um ministério bem-sucedido, apesar de tudo.

O grande líder não é o que não é acusado, tentado ou resistido; é, antes, o que tem argumentos eficazes para defender-se e para resistir ao acusador. Um advogado do quilate de Jesus transforma acusador em acusado e acusado em justificado com golpes certeiros extraídos da Sua palavra poderosa.

Tome a decisão de ser um líder confiante, destemido e ousado. De não olhar para as circunstâncias, de não viver por vista. Viva por fé e enfatize o poder de Deus não as dificuldades. Seja obstinado pelo propósito de Deus e dê a vida por Ele! Não há vitória sem luta. Deus escolheu você para esta hora e os membros da sua célula contam com você.

Nenhum comentário:

Postar um comentário